Os Sete A’s de um Plano de Marketing

 

Ferramentas para o planejamento, execução e controle de um plano de marketing.

 

Por Soeli de Oliveira

 

Alcance - Defina objetivos que podem ser quantitativos ou qualitativos. Saiba o que você quer como empresário diante das oportunidades do mercado, pois sabemos que “para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”.

 

Ambiente - Identifique os recursos disponíveis. Onde há vontade, há meios. O mundo conspira a favor dos que sabem onde querem chegar. Providencie os meios para atingir de maneira racional os objetivos. Relacione principalmente as pessoas com as quais poderá contar e, em que elas poderão lhe ajudar.

 

Análise - Descubra até que ponto seus objetivos são aceitáveis pelo mercado. Pesquise as variáveis externas e internas que podem influenciar nos resultados. Analise o macro-ambiente explorando os fatores PASTEL: Político, Social, Tecnológico, Econômico e Legal. Estude os elementos que compõem o mercado e as suas forças - clientes, fornecedores, concorrentes, novos entrantes e substitutos. Por fim, faça uma análise interna identificando os pontos fortes e a melhorar. Para isso,  julgue-se em relação aos Fatores-Chave para o Sucesso (FCS), que normalmente são de três a cinco atributos desejáveis pelo mercado, bem como a estrutura da empresa e os componentes das áreas funcionais básicas relacionados aos Clientes - Marketing e Vendas, Pessoas – Recursos Humanos, Finanças –recursos disponíveis, controles, conhecimento e forma de administrá-los, Processos Internos – Área de Produção se for uma indústria e Operacional se comércio ou serviço, comparando-se nestes quisitos com os concorrentes.  

 

Adaptação – Ajuste a sua oferta ao mercado, para torná-la facilmente aceitável. Nesta fase, elabore o Composto Mercadológico em sintonia com o público-alvo, produto, preço, promoção e ponto de venda. Durante a implementação seja flexível, isto é, mude de acordo com as variáveis do ambiente, para que se maximizem os impactos no mercado a partir da aplicação das ferramentas e de seus recursos e retornos esperados.

 

Ativação – Faça planos de ação definidos. O quê? Como? Quem? Quando? Quanto? Como medir? Ofereça produtos e serviços nos pontos e nas épocas e sob condições adequadas à sua demanda e lance mão da mída para divulgá-los e promovê-los.

 

Avaliação – Exerça o controle contínuo sobre as funções mercadológicas, pois “o que não se mede não se controla”.

 

Aprendizagem – Utilize o que a experiência  lhe ensinou para aumentar a eficiência e eficácia dos processos futuros. Tenha uma gestão de excelência, corrija e aprenda com os resultados rodando as quatro fases da ferramenta da qualidade desenvolvida por Deming, chamada PDCA – “Plan”: planejar, “Do”: fazer, “Check”: verificar e “Action”: agir - que possibilitam o aprendizado e a evolução contínua.

 

Soeli de Oliveira é consultora e Palestrante do Instituto Tecnológico de Negócios nas áreas de Marketing, Varejo, Atendimento e Motivação. www.itnconsultoria.com.br  - E-mail: soeli@sinos.net – Novo Hamburgo - RS.